O santuário mágico de Seychelles

IMG23-Sooty-Tern-Colony

Ilha granítica que abrange cerca de 27 hectares, a ilha de Cousin está localizada a aproximadamente 2 km da ilha de Praslin. Inicialmente funcionando como plantação de coqueiros, tornou-se a primeira reserva internacional do mundo, quando em 1968, foi comprada pelo Conselho Internacional de Proteção das Aves, intitulada como Birdlife International nos dias atuais.

O grande objetivo era proteger fauna presente na ilha. Foram encontrados poucos passáros endêmicos da espécie Warbler sobrevivendo em Cousin, então foi iniciado uma campanha para resgatar a vegetação natural do local e preservar a vida animal.

Toda essa iniciativa beneficiou outras espécies de aves só encontradas em Seychelles, transformando a ilha em um santuário de pássaros endêmicos.

Não somente passáros, outros animais são encontrados na região. As famosas tartarugas gigantes de Seychelles também são encontradas se alimentando de folhas e frutas caídas. Estimasse que o país, mais especificamente na ilha de Cousin, concentra-se a maior densidade de lagartos por hectáres do mundo.

Desde 1998, Cousin é administrada pela Nature Seychelles, uma organização sem fins lucrativos, em parceria com a Birdlife International.

A ilha recebe cerca de 10 mil visitantes por ano, sendo um excelente exemplo de ecoturismo. Todas as taxas recebidas dos visitantes que querem visitar o local, quanto as doações que a ONG que recebe, são revertidas e sustentam a preservação do lugar, bem como os projetos de pesquisa de fauna e flora.

Os turistas que quiserem conhecer esse mágico santuário, existem passeios guiados cinco dias por semana, de segunda-feira a sexta-feira, sem possibilidade de se hospedar no lugar.

Para mais informações sobre os tipos de pássaros endêmicos na ilha de Cousin, entre no site.